Pular para o conteúdo principal

Destaques

Broa Caxambu (bolacha de fubá)

Acredito que você ja comprou nas padarias aquelas bolachas de fubá muito gostosas para o café da manhã ou da tarde, esta é a receita delas.

Experimente, é muito fácil de fazer.

Ingredientes:

500 gramas farinha de trigo 500 gramas fubá 500 gramas açúcar refinado 1 colher (sopa) rasa de fermento em pó 1 colher (chá) sementes de erva-doce 5 colheres (sopa) manteiga sem sal (100g)3 ovos 1 ovo para pincelar 125 gramas de margarina  
Preparo:

Peneire as farinhas.
Coloque as farinhas em uma bacia, acrescente o açúcar, o fermento e a erva doce, misture bem.
Adicione a manteiga e vá misturando com as pontas dos dedos até incorporar bem.
Em seguida adicione os ovos e misture até obter uma massa homogênea bem firme como mostra a foto (se necessário acrescente um pouquinho de água para chegar no ponto)
Unte a as assadeiras.
Modele as broas em forma de bolas, achate levemente deixando com um formato de um disco, e vá arrumando uma a uma nas assadeiras.
Misture uma gema com uma colher de café forte e …

Parábola do tijolo




Um jovem e bem sucedido executivo estava dirigindo pela vizinhança, em seu novo jaguar.
Ele estava observando se crianças estariam se lançando de entre os carros estacionados e
diminuiu um pouco a velocidade quando de repente achou que havia visto algo.

Enquanto seu carro passava nenhuma criança apareceu.

Ao invés disto, um tijolo se espatifou na porta lateral do jaguar.

Ele freou bruscamente e deu ré até o lugar de onde havia vindo o tijolo.

Pulou do carro, e pegou bruscamente uma criança e a empurrou contra um carro estacionado
gritando: - Que é isso? Quem é você? Que porcaria você pensa que está fazendo?

Este é um carro novo e caro e aquele tijolo que você jogou vai me custar muito dinheiro.
Por que você fez isto?

- Por favor, senhor, por favor, me desculpe, eu não sabia mais o que fazer, ninguém estava
disposto a parar de correr e me atender neste local.

Lágrimas corriam de seu rosto e ele apontava na direção dos carros estacionados.

É meu irmão, ele desceu sem freio e caiu de sua cadeira de rodas e eu não consigo levantá-lo.

Soluçando, o menino perguntou ao executivo: - O senhor poderia me ajudar a recolocá-lo em sua
cadeira de rodas?

Ele está machucado e é muito pesado para mim.

Movido internamente muito além das palavras, o motorista engoliu o nó imenso em sua garganta.

Ele levantou o jovenzinho, o colocou em sua cadeira de rodas, tirou seu lenço e limpou as feridas
e arranhões, verificando se tudo iria ficar bem.

- Obrigado e que Deus possa abençoá-lo, disse a criança.

O homem então viu o menino se distanciar, empurrando seu irmão na cadeira de rodas em direção
à sua casa. Foi um longo caminho de volta para o seu jaguar... Um longo e lento caminho de volta.
Ele nunca consertou a porta amassada. Ele deixou o amassado para lembrá-lo de não ir tão rápido
pela vida, que alguém tivesse que atirar um tijolo para obter a sua atenção.

Deus sussurra em nossas almas e fala aos nossos corações.

Postagens mais visitadas