Pular para o conteúdo principal

Destaques

Broa Caxambu (bolacha de fubá)

Acredito que você ja comprou nas padarias aquelas bolachas de fubá muito gostosas para o café da manhã ou da tarde, esta é a receita delas.

Experimente, é muito fácil de fazer.

Ingredientes:

500 gramas farinha de trigo 500 gramas fubá 500 gramas açúcar refinado 1 colher (sopa) rasa de fermento em pó 1 colher (chá) sementes de erva-doce 5 colheres (sopa) manteiga sem sal (100g)3 ovos 1 ovo para pincelar 125 gramas de margarina  
Preparo:

Peneire as farinhas.
Coloque as farinhas em uma bacia, acrescente o açúcar, o fermento e a erva doce, misture bem.
Adicione a manteiga e vá misturando com as pontas dos dedos até incorporar bem.
Em seguida adicione os ovos e misture até obter uma massa homogênea bem firme como mostra a foto (se necessário acrescente um pouquinho de água para chegar no ponto)
Unte a as assadeiras.
Modele as broas em forma de bolas, achate levemente deixando com um formato de um disco, e vá arrumando uma a uma nas assadeiras.
Misture uma gema com uma colher de café forte e …

Com a Vida aprendi:




- Que dar é melhor que receber;
- Que amigos a gente conquista, mostrando o que somos;
- Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim;
- Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem;
- Que não devo falar tudo que penso, mesmo estando certo;
- Que o silêncio, é uma virtude que nos torna agradáveis aos nossos semelhantes;
- Que a maldade se esconde atrás de uma bela face;
- Que quando penso saber de tudo, ainda não aprendi nada;
- Que a Natureza é a coisa mais bela da vida;
- Que não se ama pela metade;
- Que amar significa se dar por inteiro;
- Mas que quem eu amo não me ama com a mesma intensidade;
- Que eu não devo ser implicante;
- Porque as pessoas implicantes são tristes e vivem sozinhas;
- Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde;
- Que dar um carinho a alguém, também faz;
-Mas que não podemos exigir carinho de ninguém, que ele é espontâneo;
- Que sonhar é preciso;
- Que se deve ser criança por toda a vida;
- Que o ser humano é livre;
- Que o julgamento alheio não é tão importante;
- Que o que realmente importa é a paz interior;

E, finalmente aprendi, que não se aprende a viver
sem vivenciar cada momento...

Postagens mais visitadas