Pular para o conteúdo principal

Destaques

Broa Caxambu (bolacha de fubá)

Acredito que você ja comprou nas padarias aquelas bolachas de fubá muito gostosas para o café da manhã ou da tarde, esta é a receita delas.

Experimente, é muito fácil de fazer.

Ingredientes:

500 gramas farinha de trigo 500 gramas fubá 500 gramas açúcar refinado 1 colher (sopa) rasa de fermento em pó 1 colher (chá) sementes de erva-doce 5 colheres (sopa) manteiga sem sal (100g)3 ovos 1 ovo para pincelar 125 gramas de margarina  
Preparo:

Peneire as farinhas.
Coloque as farinhas em uma bacia, acrescente o açúcar, o fermento e a erva doce, misture bem.
Adicione a manteiga e vá misturando com as pontas dos dedos até incorporar bem.
Em seguida adicione os ovos e misture até obter uma massa homogênea bem firme como mostra a foto (se necessário acrescente um pouquinho de água para chegar no ponto)
Unte a as assadeiras.
Modele as broas em forma de bolas, achate levemente deixando com um formato de um disco, e vá arrumando uma a uma nas assadeiras.
Misture uma gema com uma colher de café forte e …

Bolinho caipira

História (encontrei na net)
Não se conhece muito sobre a origem da iguaria.
Há diversas teorias sobre onde e quando ele se originou.
Uma delas diz que ocorreu antes de colonização portuguesa, entre os índios puris, segundo a qual, era-se utilizado peixe e farinha na composição do salgado, até a vinda dos portugueses, que introduziram a carne de porco.
Outra hipótese afirma que o bolinho teria surgido com os tropeiros, durante o século XVII.
Ao parar para comer, os tropeiros faziam uma mistura de farinha de milho e água, com tempero e enrolavam a massa num pequeno peixe, e então fritavam; dando assim, também, o formato atual do bolinho caipira.
Já outros dizem que o bolinho tenha sido criado na cidade de Monteiro Lobato.
Segundo esta suposição, o bolinho caipira era conhecido anteriormente como "bolinho da Toninha", por ser uma invenção de uma moradora do município.
A iguaria era vendida no mercado tropeiro da cidade e, devido à sua posição dentro do Vale do Paraíba, a receita foi facilmente disseminada para outros municípios da região.
Em 2009, houve um esforço nas cidades da região, notavelmente em Jacareí, para se reconhecer o quitute como patrimônio cultural em tais municípios
Esta receita típica nas festas juninas do interior de São Paulo.
O bolinho caipira é uma iguaria muito saborosa e fácil de fazer.
A receita apresenta uma das variações do quitute que pode ser
 recheado de lingüiça, frango, peixe e porque não, carne moída!
O que eu sei é que é uma delicia.


Bolinho Caipira
Ingredientes:

Massa:
4 xícaras de farinha de milho (não é fubá, veja a foto)
3 colheres de sopa de farinha de mandioca
4 colheres de sopa de óleo
2 cubinhos de caldo de carne
4 xícaras de água
2 colheres de sopa de salsinha/cebolinha picada



Recheio:
400g de carne moída
1 xícara de cebola picada
1 dente de alho picado
1/2 xícaras salsinha/cebolinha picada
sal e pimenta do reino a gosto.



Modo de preparo:
Em um recipiente junte as farinhas, misture desmanchando todos os grumos.
Adicione o óleo e reserve.
Ferva a água com o cubinho de caldo de carne.
Derrame sobre a farinha aos poucos e misture bem, sempre mexendo até que a massa fique homogênea.

Em outro recipiente, misture todos os ingredientes do recheio e utilize a carne bem temperada “crua”, pois se refogar antes fica seca.
 Separe uma pequena porção da massa, e achate-a na palma da mão.
Coloque dentro um pouco de recheio (carne já temperada e crua), feche e cubra com a própria massa dando o formato de um bolinho comprido como mostra nas fotos.
Feitos todos os bolinhos, frite-os em óleo bem quente.
Deixe que escorra o óleo em um papel absorvente.
Sirva-os ainda quentinhos.



















Se tiver duvidas deixe seu comentário.


Postagens mais visitadas