Pular para o conteúdo principal

Destaques

Broa Caxambu (bolacha de fubá)

Acredito que você ja comprou nas padarias aquelas bolachas de fubá muito gostosas para o café da manhã ou da tarde, esta é a receita delas.

Experimente, é muito fácil de fazer.

Ingredientes:

500 gramas farinha de trigo 500 gramas fubá 500 gramas açúcar refinado 1 colher (sopa) rasa de fermento em pó 1 colher (chá) sementes de erva-doce 5 colheres (sopa) manteiga sem sal (100g)3 ovos 1 ovo para pincelar 125 gramas de margarina  
Preparo:

Peneire as farinhas.
Coloque as farinhas em uma bacia, acrescente o açúcar, o fermento e a erva doce, misture bem.
Adicione a manteiga e vá misturando com as pontas dos dedos até incorporar bem.
Em seguida adicione os ovos e misture até obter uma massa homogênea bem firme como mostra a foto (se necessário acrescente um pouquinho de água para chegar no ponto)
Unte a as assadeiras.
Modele as broas em forma de bolas, achate levemente deixando com um formato de um disco, e vá arrumando uma a uma nas assadeiras.
Misture uma gema com uma colher de café forte e …

Seguir o coração ou não?

Para refletir


"Seguir o coração" isso parece ser sinônimo de ser fraco ou idiota, de ser tolo, mas será essa a verdade?

"Seguir o coração " não significa ser mole.
O mundo é um lugar duro e as pessoas são duras insensíveis e egoístas.
No mundo em que vivemos o cordeiro fraco é devorado pela raposa.
As pessoas fracas acabam sendo devoradas.
E quando percebem que você é manso e humilde, as "raposas" o vêem como um alvo fácil.
Você se torna alvo fácil e é escolhido e caçado.

Conta-se que uma rã estava à beira do rio.
Chegou o escorpião e pediu:
"Dona rã, eu gostaria de atravessar esse rio, mas sendo escorpião não sei nadar.


A senhora teria a bondade de me levar nas costas para o outro lado?".
A rã disse:
"Mas você é um escorpião e os escorpiões picam as rãs!"
E retrucou o escorpião:
"Por que eu a picaria? Preciso chegar ao outro lado!"
"Está bem", concordou a rã.
"Suba nas minhas costas, eu o levo".
Eles estavam no meio do rio quando o escorpião cravou o ferrão na rã .
Já agonizante, ela perguntou num último suspiro:
"Por que você fez isso? Agora nós dois vamos morrer!"
"Porque eu sou escorpião", respondeu ele,
"e os escorpiões picam as rãs!"

Neste mundo cuidado com os escorpiões!
Não se enganem há muita gente por aí que não se importa de afogar-se desde que consiga levá-lo para o fundo também.
Algumas pessoas devem ser evitadas.
Às vezes é necessário parar e lutar.
Estabelece sua posição firme e permaneça nela
Pergunte a sí mesmo:  "O que eu sinto é correto aos olhos de Deus?"
Estou agindo corretamente?
Eu preciso mesmo ajudar?
Eu tenho que me envolver?
Então firme sua posição: pouco importa que os outros gostem ou o achem "legal".
Lembre´se de uma coisa: 
Não importa o quanto você da de si não importa o quão honesto e generoso você seja
Você pode se desmilinguir para que todos gostem de você ou concordem com as suas opiniões e, no fim, eles não gostam nem sabem quem você é.
Em última instância, nós só podemos depender da orientação divina.
Ai então surge a necessidade de treinar nosso coração para que não seja enganado, para que não seja vitima.
Uma outra ilustração mostra que não devemos deixar que este tipo de atitude destas pessoas nos mudem:

Um monge e discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. 
Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio.
Foi então a margem tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. 
Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada. 
Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.
- Mestre, deve estar doendo muito! Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o salvara! Não merecia sua compaixão!
O monge ouviu tranquilamente os comentários e respondeu:
- Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha.

Esta ilustração nos faz refletir a forma de melhor compreender e aceitar as pessoas com que nos relacionamos. 
Não podemos mudar o outro, mas podemos melhorar nossas próprias reações e atitudes, sabendo que cada um dá o que tem e o que pode. 
Devemos tomar cuidado para que a atitude errada dos outros mude nossas atitudes.
Devemos ser nós mesmos fazer a nossa parte.
Só vamos tomar cuidado para que agir segundo nosso coração não se torne uma armadilha para nós



Postagens mais visitadas